Um tributo ao falecido Gabor Nagy – o lendário fundador da mania de prata gótica

Apenas o que é o olhar gótico?

O clássico visual gótico prateado é criado por uma mistura potente de roupas de couro e joias pesadas de prata esterlina. O visual gótico é frequentemente descrito como o visual do motociclista, o visual gótico, o visual punk ou o visual do rock & roll. O que quer que você considere adequado para chamá-lo, a imagem gótica é um fenômeno histórico que é profundo na moda pós-hippie americana. A imagem de paradigma que comumente inspira consiste em um homem bonito, robusto, masculino e individualista montando um poderoso helicóptero sobre sinuosas estradas rurais ao pôr do sol com uma agenda violenta, muitas vezes com um elemento de heroísmo. É aquele que desperta a imaginação e inspira admiração, admiração e admiração. Hoje, o visual motociclista foi popularizado por músicos, motociclistas, entusiastas de motociclistas, fãs de rock n roll e outros pioneiros culturais que buscam mostrar e promover o individualismo através das roupas que vestem. Este artigo é sobre Gabor Nagy: o homem que começou tudo sozinho.

Quem é Gabor Nagy e o que é Gaboratory?

A casa de design Gaboratory, fundada no início dos anos 90, foi fundada pelo falecido Gabor Nagy, e legitimamente assume o seu lugar como o pioneiro original e avô do visual motociclista gótico. Muito antes de Chrome Hearts, Imperial Rose Collections, Room 101, GT & Co, SoulFetish e outras marcas de joias góticas, o homem que iniciou toda a mania de joias de motoqueiros promoveu suas ideias inacreditáveis ​​​​e aterradoras para a indústria da moda e conseguiu em fazer com que todos vendessem o visual gótico de couro prateado.

Gabor Nagy, o visionário

Gabor Nagy era nada menos que um visionário da moda; aquele que estava muito à frente de seus contemporâneos. Indo de frente contra os conceitos tradicionais de joias como acessórios pequenos e delicados, adornados apenas por mulheres ricas e de classe alta, Gabor Nagy fundou a Gaboratory e foi pioneira em toda a ideia de joias de motociclista, que conquistou o mundo. Trabalhadas como pulseiras e anéis grossos e grossos de prata esterlina com motivos anarquistas esculpidos, as joias de prata góticas eram tudo menos delicadas ou femininas. Ao contrário das joias tradicionais que transmitiam imagens de classe social e conformidade, as joias de motociclista de Gabor criavam a imagem muito diferente do motociclista fora da lei renegado. Era óbvio desde o início que as joias de prata góticas de Gabor definitivamente não eram algo que os compradores tradicionais de joias (a classe alta) iriam gostar.

Apesar das probabilidades aparentemente terríveis, Gabor Nagy foi pioneiro e liderou com sucesso um renascimento da moda que trouxe as joias para o reino da moda masculina. Celebridades, criadores de tendências e outros ícones importantes rapidamente cresceram para amar os belos designs e a sensação sólida das joias de motociclista do Gaboratory e consumiram as peças de joias do Gaboratory em números consideráveis. Os fãs naturalmente pegaram rapidamente também.

A outra coisa que torna o sucesso inovador de Gaboratory ainda mais admirável é o fato de que Gabor Nagy perseguiu suas novas ideias em uma época em que os diamantes haviam tirado a moda das joias de metal. A prata de lei era vista como um mero complemento do diamante, o acessório estrela que dominou com sucesso o mundo da joalheria desde a fenomenal campanha publicitária da De Beers na década de 1950. Gabor Nagy sabia melhor. Ele viu que, ao contrário dos diamantes cujas superfícies podiam acomodar apenas cortes e ângulos impessoais e sem padrão, a prata de lei poderia ser submetida a um extenso artesanato artístico e ser transformada em peças únicas de arte consagrando o espírito do artista. Ele procurou trazer a prata esterlina de volta aos holofotes, e o fez em estilo dramático.

A presença global de Gabor Nagy

A moda de prata gótica de Gabor se espalhou muito além das costas dos EUA. Os turistas japoneses viram pela primeira vez as joias de motociclista de Gabor Nagy no centro de Los Angeles, apaixonaram-se instantaneamente pelas intrincadas obras de arte e importaram a sede de joias góticas de prata através do Atlântico para a Ásia. Hoje, a mania da moda se espalhou também para a Europa continental, particularmente na França e na Alemanha. Na Ásia, (Taiwan, Coréia e Japão) toda uma nova cultura de rebelião surgiu para extinguir a cultura tradicional do sul da Ásia abafada e estritamente hierárquica.

Embora Gabor Nagy tenha morrido há vários anos, sua inspiração continua a inspirar joalheiros de todo o mundo. Sua escola de design Gaboratory gerou uma geração de estudantes talentosos bem-sucedidos por direito próprio, incluindo Bill Wall e Travis Walker, os proprietários da marca de designer BWL e Double Cross, de imenso sucesso. Richard Stark da Chrome Hearts, atualmente a maior marca de luxo no reino da joalheria gótica, ganhou muito de sua inspiração das ideias de Gabor Nagy, e os designs clássicos de Chrome Hearts de hoje têm suas raízes principalmente nos primeiros trabalhos de Gabor Nagy.

Para uma discussão abrangente sobre as falsificações e réplicas do Chrome Hearts, uma série de 5 descrições diferentes no Corações Chrome página será muito útil e informativa.



Source by Stephen Krueger

Recommended Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.